Raúl Oliván Cortés

Raúl Olivan

Diretor-geral de Participação Cidadã, Transparência, Cooperação e Voluntariado, Governo Regional da comunidade autônoma espanhola de Aragão

Formado em Publicidade e Relações Públicas pela UOC e diploma de tecnólgo em Trabalho Social pela Universidade de Zaragoza; também cursou Estudos em Técnicas de Participação Cidadã (Universidade de Zaragoza) e em Desenvolvimento Estratégico Urbano (Centro Iberoamericano de Desenvolvimento) com especialidade em Gestão Cultural da Cidade.

Como Diretor-geral de Participação, Transparência, Cooperação e Voluntariado no Governo regional de Aragão, Raúl está promovendo projetos como o LAAAB (Laboratório de Aragão Governo Aberto).

Foi assessor no Grupo Estratégico do Quarto Setor do World Economic Forum e da SEGIB, mentor do projeto Inovação Cidadã – tendo participado dos laboratórios de inovação cidadã de Cartagena (Colômbia), Veracruz (México), Rio de Janeiro e Santos (Brasil) – e colaborador do Ministério de Cultura da Colômbia e da ONG Metrópoli no projeto Laboratórios Sociais de Empreendimento Cultural, em função do qual se relacionou com o Instituto do Procomum (Brasil), com o Governo de Santa Fé para a promoção do SantaLab (Argentina), e com o Governo de Nariño (Colômbia) através do CISNA (Centro de Inovação Social de Nariño).

Até 2017 foi Diretor e Idealizador do Zaragoza Activa (ZAC), um ecossistema público de empreendimento e inovação social criado em 2008 e aberto em 2009 na Azucarera del Arrabal, uma fábrica reabilitada de 4000m2.

Zaragoza Activa está composto por projetos como: La Colaboradora (coworking p2p com banco do tempo); Semillero de ideas (escola de empreendimento); Vivero de Emprendedores (mais de 60 empresas incubadas), Made in Zaragoza (cluster urbano de comércio inovador); rede ZAC (rede vertical gamificada com moeda própria e mais de 10.000 membros, baseada na educação por competências com um portfólio original de nove competências transversais); ThinkZAC Las Armas (laboratório de inovação cidadã e viveiro de comunidades); Remolacha Hacklab (Sala de aula de aprendizagem de colaboração e conhecimento); Programa MIE (Mediação Inovação Empreendimento, com a Universidade de Zaragoza baseado na metodologia de MediaLab Prado) e o Centro de Novas Economias (cafeteria slow, parque Lab, loja mutante, livraria das coisas, sharing city commission e sala de aula lateral), que será o terceiro espaço de ZAC após La Azucarera e Las Armas.

O Zaragoza Activa foi best practice no Buenos Aires Creativa, ganhou o Prêmio Aragoneses do Ano 2013 na categoria de Pujança Empresarial e o Ouishare Awards de economia colaborativa na categoria de finanças P2P com o projeto La Colaboradora em 2015. Do mesmo modo, em 2016 ganhou os Eurocities Awards, competindo na final com cidades como Helsinqui e Nice. Finalmente, em 2017 foi selecionado no URBACT e participou do URBACTFest de Tallin.